manual de exames

A- B- C- D- E- F- G- H- I- J- K- L- M- N- O- P- Q- R- S- T- U- V- W- X- Y- Z

Glutationa Total

Doença cardiovascular: A doença cardiovascular é a maior causa de mortalidade na população geral. Vários estudos epidemiológicos demonstraram uma diminuição na incidência da doença cardiovascular em indivíduos a receber suplementos de antioxidantes.

Diabetes mellitus: A diabetes mellitus é uma doença comum, que ocorre em muitos indivíduos em que a hiperglicemia resulta de uma deficiência na secreção ou acção de insulina. Alguns estudos demonstraram que o tratamento com antioxidantes, particularmente a vitamina C, repõe todos os marcadores de stress oxidativo nos valores normais, através da redução da actividade dos radicais livres. Além disso, pode ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de complicações diabéticas.

Doenças inflamatórias: Pensa-se que as ROS e os radicais livres actuam indirectamente como mensageiros celulares e provocam uma resposta inflamatória.

Insuficiência renal: Muitas condições patológicas têm sido associadas à insuficiência renal crónica, incluindo o envelhecimento acelerado, a formação de cataratas, a aterosclerose e a disfunção plaquetária.
Alguns investigadores descreveram uma redução nos níveis de a –tocoferol nos eritrócitos de doentes submetidos a diálise. Acredita-se que tal se deva ao consumo rápido do componente antioxidante com níveis elevados de ROS e aumento da peroxidação dos lípidos.

Cataratas: As cataratas constituem uma das principais causas de cegueira a nível mundial. A doença afecta até 50% da população com mais de 75 anos de idade nos E.U.A., com uma incidência superior nos países em vias de desenvolvimento. Numerosos estudos epidemiológicos examinaram a associação entre a formação de cataratas e a ingestão de antioxidantes.
Envelhecimento: O envelhecimento é um processo que envolve a acumulação de alterações que podem ser atribuídas a defeitos genéticos, ao meio ambiente, a doenças e também ao processo de envelhecimento inato.

doença neurológica: A Espécie Reactiva de Oxigénio (ROS) tem sido implicada na patologia de várias perturbações neurológicas.

Insuficiência hepática: O fígado tem uma gama diversa de funções importantes que podem causar desequilíbrios fisiológicos importantes no organismo, dando origem a diferentes condições patológicas.

Doença pulmonar: A exposição prolongada ao oxigénio e às toxinas ambientais estimula as células fagocitárias no pulmão a produzir ROS e radicais livres, que causam a peroxidação de lípidos.

Doenças infecciosas: A investigação mais recente sugere que as ROS podem estar envolvidas na patogénese de infecções virais. A maioria da investigação centrou-se no VIH.

Suplementação com  antioxidantes por pelo menos 90 dias,  pode  reduzir os níveis de Glutationa Total , quando estes se encontram acima do esperado. Desta maneira, esse exame é um marcador da eficácia do tratamento antioxidante.

** BAIXE O PDF PARA MAIORES INFORMAÇÕES **

Clique aqui para baixar o arquivo de todos os exames